Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘The New Pornographers’ Category

Ano: 2010
Nacionalidade: Canadá
Gravadora: Matador
Produção: The New Pornographers / Phil Palazzolo
Duração: 44:27

Não sou grande fã do power pop atual, que muito é representado por bandas medianas e pouco marcantes. Podem ser características gerais do estilo, que apresenta uma alegria adolescente e uma empolgação límpida quase inofensiva. Como há exceções para tudo, uma delas vem do Canadá, que sim, apresenta uma sonoridade pra cima e um tom de descompromisso juvenil, mas que possuiu em seus integrantes talento e qualidade de sobra. Eis o The New Pornographers, que na era da informação consegue ser referência do gênero e que já possuiu nas costas pelo menos dois discos na sessão jovens clássicos: Mass Romantic (2000) e Twin Cinema (2005).

Para o grupo, liderado pelo versátil A. C. Newman e que conta em sua formação com músicos do calibre de Dan Bejar (Destroyer) e Neko Case (que lançou um bom álbum solo no ano passado), a música sempre foi sinal de diversão entre pessoas que se gostam, que claramente fazem do trabalho algo muito mais prazeroso do que apenas ganhar dinheiro. Estão ali brincando e por tabela empolgam um bando de ouvintes que se afogam em hormônios. Algo que ocorre nos três primeiro álbuns da banda, mas que pouco apareceu no disco anterior (Challengers, de 2007), que parecia estar mais preocupado com melodias novas e melancólicas. Algo natural para um grande grupo que queira se aperfeiçoar em novos temas.

Para a alegria dos fãs (e talvez até dos próprios integrantes), o quinto álbum do The New Pornographers, Together, volta ao enfoque festivo que não deveria ter saído. Pela capa e pelo próprio título percebemos que o power pop realmente irá dominar, açucarado como deve ser, mas bem produzido e orquestrado como só as bandas de qualidade podem fazer. Taí a diferença desses representantes canadenses, que mesmo não fazendo uma obra relevante e essencial, conseguem conquistar pelo caminho bem traçado das melodias, incorporando elementos mais complexos sem perder a sua áurea simples.

Dessa forma, Together não é daqueles álbuns que mudará a sua sensibilidade musical ou que irá surpreender, mas que possuiu uma probabilidade alta de acompanhar o ouvinte por um longo período. Nenhuma grande faixa se destaca, por exemplo, mas todas em conjunto criam um clima de descompromisso encantador. Impossível não assobiar junto com Neko Case em Crash Years, de não ser levado pelas mudanças de Sweet Talk, Sweet Talk, de não ser levado pelas melodias de We End Up Together e por aí vai… Aliás, Neko Case aparece pela primeira vez como o centro das atenções de um trabalho da banda, sendo acionada constantemente e sempre de forma eficiente.

Together não consegue superar os três primeiros álbuns da discografia do The New Pornographers, mas como rock açucarado continua à frente de muita gente. Seja pela qualidade ou pela festividade, o novo disco ao menos atinge o seu objetivo, conquistando até aquele ouvinte que não é um grande fã de power pop.

Tracklist:

01 – Moves
02 – Crash Years
03 – Your Hands (Together)
04 – Silver Jenny Dollar
05 – Sweet Talk, Sweet Talk
06 – My Shepard
07 – If You Can’t See My Mirrors
08 – Up In The Dark
09 – Valkyrie In The Roller Disco
10 – A Bite Out Of My Bed
11 – Daughter Of Sorrow
12 – We End Up Together

MySpace

Anúncios

Read Full Post »